Internacional
Polanski dá entrevista e defende-se de acusação de violação
Roman Polanski em entrevista exclusiva à Paris Match
Redação Lux em 12 de Dezembro de 2019 às 17:09

Roman Polanski deu uma entrevista exclusiva à Paris Match em que nega ter violado a ex modelo e atriz Valentine Monnier.

Foi há cerca de um mês, dias antes do lançamento do novo filme de Polanski,  J’Accuse, premiado em Veneza e bem recebido pela crítica, que a francesa veio a público para afirmar ao jornal Le Parisien que o cineasta a tinha violado há 44 anos, em 1975, numa estância de esqui na Suíça, quando esta tinha 18 anos.

O realizador revela nesta entrevista que mal conhecia Monnier. “Não tenho, evidentemente, nenhuma recordação do que ela conta, uma vez que é falso. Ela diz que uma amiga a convidou a ir passar alguns dias a minha casa, mas que não se lembra de quem ela era. Isto é loucura.Toma como testemunhas três amigos meus (...) os dois primeiros já morreram, que conveniente".

Polanski, que ainda é acusado de um outro caso, que remonta a 1977 e por causa do qual nunca mais regressou aos EUA, acusa o produtor de Hollywood Harvey Weinstein de ter “desenterrado” este caso de Samantha Geimer, resultando na reabertura do processo há dez anos atrás.

Recorde-se que Samantha Geimer já disse em várias ocasiões que queria ver o caso encerrado e que não guarda qualquer rancor em relação ao realizador.

Polanski diz que o assessor de imprensa de Weinstein foi o primeiro a chamar-lhe “violador de crianças” e que o interesse em denegri-lo vinha de rivalidades pelo seu filme "O Pianista" ser um dos favoritos na corrida ao Oscar, em 2003.

Os problemas com a Justiça norte-americana impediram-no de comparecer na Academia de Hollywood, ~ para receber o Óscar de melhor realizador pelo filme.

“Há anos que tentam fazer de mim um monstro (...) Os media atiraram-se a mim com uma violência inaudita, e apropriam-se de cada nova falsa acusação, mesmo que seja absurda e sem substância, porque isso lhe permite reanimar essa história. É como uma maldição que está sempre a regressar e não há nada que eu possa fazer”, aponta.

Roman Polanski diz que decidiu dar a entrevista por causa do sofrimento que as falsas acusações fazem à sua mulher, Emmanuelle Seigner (desde 1989)  e aos filhos Morgane, de 26 anos, e Elvis, de 21.

 

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção