Internacional
Ribéry e Benzema estão «sob custódia» num caso que envolve uma prostituta menor
Ribéry e Benzema (Lusa)
Redação Lux  com Lusa em 20 de Julho de 2010 às 18:06
Os futebolistas franceses Franck Ribery e Karim Benzema vão ser presentes ainda hoje a um juiz de instrução, depois de terem sido ouvidos pela brigada de repressão do proxenetismo, em Paris, sob prisão preventiva.

Os dois internacionais franceses são suspeitos de terem mantido relações sexuais com uma jovem prostituta, com 16 anos na altura dos fatos, e ainda hoje deverão saber se são acusados no âmbito de uma investigação policial sobre alegado proxenetismo num bar da zona dos Campos Elíseos, o Zaman Café.

Ouvindo as prostitutas que frequentavam o Zaman Café, que foi depois encerrado administrativamente, os polícias chegaram a certos clientes e concluíram que uma das prostitutas era, à data dos factos, menor.

Zahia D., jovem prostituta que frequentava o Zaman Café, afirmou à polícia que tinha tido relações pagas com futebolistas, entre os quais os dois acusados em 2008, quando era menor, e com Sidney Govou, jogador do Lyon, em março de 2010, quando já tinha atingido a maioridade.

A jovem disse no fim de abril ao semanário Paris-Match que os jogadores desconheciam que ela era menor.

O facto de solicitar relações sexuais com uma menor prostituta é passível de três anos de prisão e 45 mil euros de multa, mas cabe à acusação provar que o cliente sabia que a prostituta era menor.

Quatro pessoas ligadas ao Zaman Café e alegadamente ao fornecimento de prostitutas estão atualmente sob prisão preventiva.

Esta manhã, Benzema e Ribéry foram ouvidos por carta precatória do juiz Yves Dando, que dirige este inquérito.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção