Internacional
FIA recusa «superlicença» a Flavio Briatore
Flavio Briatore
Redação Lux  com AM em 13 de Janeiro de 2010 às 15:13
A Federação Internacional do Automóvel (FIA) decidiu recorrer da decisao de um tribunal de Paris que ilibava Flavio Briatore, antigo director-geral da Renault, e Pat Symonds, ex-engenheiro da escuderia francesa de Fórmula 1, das pesadas sanções que lhes tinham sido impostas pela própria FIA.

Segundo o DN, o organismo não compreende como é que Briatore e Symonds poderão voltar a exercer uma actividade na Fórmula 1 quando estão privados das licenças desportivas.

A FIA, presidida pelo francês Jean Todt, admite que a decisão do tribunal civil de Paris irá permitir que o antigo director-geral da Renault e o ex-engenheiro da escuderia francesa de Fórmula 1 voltem ao activo na competição quando não têm as licenças desportivas necessárias.

Recorde-se que Briatore tinha sido irradiado da Fórmula 1 e Symonds tinha sido suspenso de toda e qualquer actividade na Fórmula 1 por cinco anos depois de ter ficado provado em tribunal que estes tinham obrigado o brasileiro Nelson Piquet Junior a embater de propósito contra um dos muros durante o Grande Prémio de Singapura de 2008 de forma que o espanhol Fernando Alonso, ex-piloto da Renault, vencesse a prova.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção