Nacional
Salvador Sobral nunca esteve ligado a coração artificial
Salvador Sobral - concerto de despedida nos Jardins do Casino Estoril Foto: Tiago de Paula Carvalho
Ana Rocio em 14 de Novembro de 2017 às 12:43

Internado no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, há mais de um mês, para a qualquer momento receber um transplante de coração, Salvador Sobral está numa luta contra o tempo.

A Lux sabe que o estado do cantor “é grave” e a intervenção tem de ser realizada o quanto antes. Segundo noticiado recentemente, o herói nacional estaria a aguardar um transplante cardíaco com a ajuda de um coração artificial, um aparelho que terá sido importado do Estados Unidos e cujo preço rondaria os 110 mil euros.

No entanto, de acordo com uma fonte próxima do cantor, Salvador Sobral “não tem qualquer coração artificial ou aparelho do género”. “O Salvador nunca foi a Londres, ou foi importado qualquer aparelho de Londres.

A verdade é que Salvador está, sim, cada vez mais fraco, mais debilitado e precisa do transplante. O núcleo mais próximo do cantor questiona-se como é que ainda não apareceu nenhum dador compatível…”, contou a mesma fonte.

A Lux sabe também que Salvador Sobral está em lista de espera desde agosto de 2016, apesar de ter sido internado há apenas um mês.

“O Salvador abusou nos últimos meses com tantos concertos, daí esta paragem e este internamento”, adiantou ainda a fonte. Apesar de, até ao fecho desta edição, Salvador Sobral não ter sido sujeito ao transplante, o cantor encontra-se internado e estabilizado para o caso de surgir um dador compatível. O músico nasceu com uma malformação congénita cardíaca e, até aqui, tem tentado levar a sua vida o mais normal possível, mas com a ajuda de um desfibrilador que lhe foi implantado debaixo da pele e que lhe garante a sobrevivência.

“A única coisa que o Salvador tinha e continua a ter é a ajuda de um desfibrilador”, disse a mesma fonte. De qualquer forma, Salvador mantém-se à espera do transplante, a última situação a que se recorre nestes casos.

A Lux sabe que o cantor está a ser acompanhado e que o seu caso não é único, há mais casos destes em Portugal.

A Lux contactou um especialista que nos sublinhou que a insuficiência cardíaca é uma doença muito grave e que mata a curto prazo. Sobre o internamento de Salvador, o médico esclareceu:

“Está internado não propriamente à espera do coração, mas porque descompensou. Num caso normal não estaria internado. Se estiver muito tempo à espera e o coração não funcionar adequadamente, tem de ser internado. Há pessoas que estão dois, quatro, cinco meses. Há pessoas que não chegam a fazer o transplante porque não aguentam. Tudo a correr bem, é suposto que a vida do paciente seja feita normalmente.

Neste momento, o risco para o Salvador é não aparecer um coração a tempo e horas.” Recentemente, a empresa que representa Salvador Sobral emitiu um comunicado onde pede aos meios de comunicação “respeito” pelo cantor português. “Foi público o pedido do cantor, aquando da sua retirada temporária do meio artístico, apelando ao respeito pela sua privacidade, bem como da família e de todos os que lhe são próximos. Este pedido mantém-se e reforça-se”, pode ler-se no comunicado. 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção