PUB
PUB
Notícias
Saúde: 'Com que idade devo colocar aparelho ao meu filho?' por Dra Sónia Araújo Santos
Dra Sónia Araújo Santos, Especialista em Odontopediatria pela Ordem dos Médicos Dentistas
Redação Lux em 13 de Abril de 2021 às 11:22

Com que idade devo colocar aparelho ao meu filho? por Dra Sónia Araújo Santos

Existem algumas situações a que devemos estar atentos nas crianças. A criança respira mal? Tem olheiras? Fica cansada facilmente? Come pouco? Todos estes fatores podem afetar o seu crescimento e podem ser causados pelos dentes.

O cansaço também pode levar a falta de concentração e a um pior resultado escolar. Se a criança tiver um maxilar estreito com o palato (céu da boca) em formato ogival, isso pode levar a dificuldades na respiração. O pavimento da cavidade nasal é o teto do maxilar superior, assim ao corrigirmos e alargarmos o maxilar superior com um aparelho dentário, aumentamos o espaço de ar dessa cavidade e a criança começará a respirar bem.

Se a criança tiver mordida cruzada, ou seja, os maxilares superior e inferior não encaixam bem, também poderá levar a uma situação de dificuldade respiratória com cansaço. A mordida cruzada, maxilar protruído (demasiado para a frente em relação ao inferior), maxilar retraído (demasiado para trás em relação ao inferior) ou mordida aberta (os dentes incisivos não tocam) podem fazer com que a criança coma pouco, pois não consegue mastigar bem. Todas estas situações que descrevi de maxilares devem levar a colocação do aparelho precocemente, muitas vezes antes de caírem os dentes de leite. As mordidas cruzadas (o mau encaixe do maxilar superior no inferior) podem ainda levar a assimetria facial, e como as crianças estão em crescimento isto é extremamente importante, porque pode levar a diferenças da face do lado direito e esquerdo, porque o maxilar vai encaixar somente para o lado esquerdo ou direito. A criança irá mastigar mais para um lado do que para o outro, desenvolvendo mais os músculos de um lado da face. Deve então fazer a consulta com a criança antes de caírem os dentes de leite todos. Em termos psicológicos é muito mais agradável para as crianças a resolução destes problemas antes da adolescência, pois assim quando chegam à adolescência já podem desfrutar de um sorriso saudável e bonito.

Existem muitos tipos de aparelhos. Na consulta, irá ser decidido qual o mais indicado para a situação do seu filho. Existem os aparelhos fixos metálicos tradicionais e existem aparelhos transparentes. Para crianças hiperativas, que são uma preocupação para os pais por poderem fraturar o aparelho e que querem diminuir o número de consultas que têm de fazer com o aparelho, existe ainda atualmente a possibilidade de aparelhos de 3.ª geração, invisíveis e removíveis. Nestes, a vantagem é a criança poder remover o aparelho, o que também facilita a escovagem em crianças com tendência para cáries, a outra vantagem é o menor número de consultas que os pais necessitam de fazer. Estes aparelhos servem para adolescentes e também adultos que não querem utilizar o aparelho tradicional. Também são indicados para crianças que realizam desporto mais intenso. Por isso, a idade com que deve colocar aparelho depende da situação e do tipo de problema dentário, que pode não ser visível à primeira vista, pois os pais podem não reparar que a criança tem o palato ogival, mordida cruzada ou mordida aberta.

Contactos: Tel.: 914 561 488
E-mail: clinicadentaria27@gmail.com
Lisboa – Rua Duque de Palmela 27,
2.ºDto, 1250-097 Lisboa

Cascais – Clínica Schreiner, Edifício
Biarritz, Av. Nossa Senhora do Rosário 603, 1.º M, 2750-179 Cascais

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção